You are currently browsing the monthly archive for junho 2007.

Do G1, em São Paulo, com informações da TV Morena

boi.jpg

Um boi invadiu nesta sexta-feira (12) o Aeroporto Internacional de Campo Grande (MS). Cerca de 100 passageiros que aguardavam embarque ficaram assustados quando o animal apareceu na porta do saguão. O animal fugiu de um frigorífico, a cinco quilômetros do aeroporto. Depois de invadir o estacionamento do aeroporto, o boi seguiu para a porta do saguão. Ao ser afugentado, acabou quebrando uma porta de vidro. Sangrando, o boi voltou ao estacionamento, amassou um carro e derrubou dois motoqueiros. Depois de deixar o aeroporto, o animal foi para a Avenida Duque de Caxias. Segundo testemunhas, o animal estava enfurecido e avançou sobre uma criança e um adolescente. Acuado, acabou sendo sacrificado com quatro tiros, disparados por um policial militar. A direção do frigorífico informou que o boi seria abatido e fugiu pulando um curral, onde estava confinado. O frigorífico se comprometeu a pagar todos os prejuízos causados pelo animal.

Fonte. http://www.institutoninarosa.com.br

É preciso dizer mais alguma coisa?

Logo após sua divulgação em Junho/2007, o texto da União Européia Vegetariana, lança muitas indagações, principalmente no contexto ambientalista da coisa. Nele, há dados da Organização para Alimentação e Agricultura(FAO) sobre o aquecimento global, onde para ajuda-lo, é sugerido uma alimentação isenta de carnes, ou seja, de emissão de gases poluentes.

Porém, a coisa fica feia quando analisamos organizações famosas que lutam pela preservação do Planeta e encontramos grandiosas contradições.
Para o Greenpeace, por exemplo, sua atuação é meramente superficial, haja vista sua atuação sobre assuntos relacionados ao consumo de carnes. Recentemente, assisti um video da organização se mostrando à favor da alimentação de baleias no Japão. Epa, não entendi? Sim, eles apoiam o País a comer a carne da baleia, mas é contra ao mesmo tempo..? É, pegou mal mesmo Greenpeace e, a cada dia está pior.

Este exemplo fica perfeito para criarmos uma analogia à pecuária. Eles defendem a regulamentação nas terras da Amazônia quanto ao plantio de soja, mesmo sabendo que, o setor agro-pecuário é responsável por 18 por cento das emissões de gases de efeito de estufa, medidos em equivalentes a dióxido de carbono (CO2). É uma percentagem mais alta do que os gases emitidos por meios de transporte, segundo a FAO.

Sim, se procurar vai achar muitas razões para renovar antigos hábitos e dar vazão aos atuais, novos e bons hábitos. Sim, se a preocupação pelo bem-estar das gerações futuras e, até a sua, for maior que a vontade de comer aquele pedaço de carne em seu prato.

Certamente, a cada dia que passa, isto alcança mais evidência e ainda vai dar muito pano para manga!

Imensurável a capacidade das crianças compreenderem o bem. Elas não julgam, não atacam uma boa ação com qualquer argumento irrelevante; elas param, pensam e de imediato nos apoiam com um brilho nos olhos…
Hoje, devo todo o amor que senti aos alunos da Escola Vitor Brito Bastos, de Rio Preto e que me acolheu e acolheu a todos nós do coletivo!
A sala da nossa exposição estava encantadora, cada detalhe feito pensando em todos os corações que batem confiantes em nós, os animais.
A Thaís e o Afix sempre surpreendentes na criatividade e capricho. Impossível essa meninada não sentir todo esse amor que transmitidos pelo que fazemos… Um amor que transcende todos os sentidos tridimensionais, incompreensível aos olhos.
Abordamos temas desde Rodeios até Vegetarianismo e a compreensão foi única.

Minha sincera gratidão a este dia maravilhoso!

Que a Luz brilhe a cada dia em nossas vidas
Namaste

blog.jpg

blog1.jpg

blog2.jpg

blog3.jpg

blog4.jpg

blog5.jpg

“O trabalho consiste em suas composições e temas instrumentais, com características etnológicas de vários lugares do mundo se fundindo com a musica experimental contemporânea. Composições decorrentes de pesquisas etnomusicolósgicas, indianas, asiáticas, japonesas, árabes, africanas e brasileira, jazz fusion e world music. A fusão de diversas formas dentro de uma musica do mundo atual. Temas melódicos, convenções rítmicas e fusões híbridas de diversas etnias aliadas ao jazz.”
Luciano Sallun, Pedra Branca.
http://www.lucianosallun.com.br

Para homenagear os criadores do melhor show que já pude ver. Você percebe a arte a sente de forma incomum e, acredito sim, ser esta a inteção…

A arte manifestada através do som… om.. om…

http://www.pedrabranca.mus.br

pedra.jpg

Adotar a dieta vegetariana pode representar também um alivio no bolso. Isto porque a  Organização pelo Tratamento Ético dos Animais se manifestou ao nosso favor enviando uma carta ao Senado dos Estados Unidos da América. A pedida foi para beneficios fiscais dos vegetarianos que, através de sua alimentação, ajuda o Planeta quanto a sua preservação e o aquecimento global.
Embora estarmos no Brasil, a dieta e filosofia vegetariana cresce a cada dia e, se isto der certo, logo os vegetarianos brasileiros terão mais incentivos para seguirem a alimentação mais ética e saudável do Universo!

Para quem não conhece os impactos da pecuária sobre a Terra, aqui estão;

Cerca de 80% das áreas cultiváveis são usadas para a criação de animais. Em 1 hectare de terra podem ser plantados 22.500 kg de batatas e apenas 185 kg de carne bovina.

São necessários de 20 a 30 mil litros de água para produzir 1 kg de carne. Para a mesma quantia de trigo, é preciso apenas 150 litros de água.

A criação de animais de corte é responsável por 90% do desmatamento de florestas tropicais. Para cada hambúrguer de carne bovina, são necessários 50 m quadrados de área de floresta.

Somente os animais criados para o consumo nos Estados Unidos produzem uma quantidade de excrementos 130 vezes maior do que a de toda a população mundial. Uma criação de porcos média produz tantos excrementos quanto uma cidade com 12 mil habitantes.

Nos EUA, mais de um terço de todas as matérias-primas e dos combustíveis fósseis são usados na criação de animais para consumo humano. A produção de um único hambúrguer consome a mesma quantidade de combustível fóssil que um carro popular em um percurso de 32 km. – Afixado no mural do TJMG –

São liberados toneladas de metano e CO2 diarimanete na atmosfera, devido as flatulências dos bois na criação de animais de corte

Fonte: O Tempo – 27.11.06, retirado do site http://www.sitiovegetariano.com.br

E isto a gente não vê na Rede Globo não… E eu te pergunto, não “viva” a manipulação?

frigoncombr.jpg