You are currently browsing the monthly archive for novembro 2007.

Quando em se tratando de animais, não há limites para crueldades. São lamentáveis os costumes sádicos que a humanidade construiu ao longo de sua história e, incrivelmente até hoje, não modificou e a evoluiu. Percebo o quanto é fácil se esquivar e continuar a pensar como a massa. Como é fácil levar a vida como se tudo fosse lindo se você fechar os olhos e manter-se sereno enquanto cruzamos os braços… Sinceramente, não acredito que essa seja a melhor forma de se viver… Mas este assunto não é o que quero tratar agora.

639447-0931-it2.jpg

Até crianças agora se aventuram em derramar sangue nas arenas do México, sim, México!! Pensam que é somente na Espanha que encontramos este requinte de crueldade? Ela está inserida e muito países, infelizmente… É a perpetuação de um mundo violento onde TODOS choram/clamam/supliocam por PAZ… Queremos um mundo mais justo para todos, mas todos os dias incentivamos e inventimos em violência nos matadouros, rodeios e mil e outras coisas que compramos sem ao menos saber a procedência ou pelo menos não dar importância a ela… Porque para maioria, pode apostar, foi necessário explorar o animal de alguma forma… E agora responda a você mesmo, faz sentido orar, rezar, meditar por paz e comer o um belo de um bifão??
Não quero cair na hipocresia, mas pelo menos boicoto o que posso, como o que devo e assim, tento tornar minha vida mais digna de ser um ser criado pelo Supremo…
Liguei uma assunto ao outro.. Acho que deu pra entender… Desabafei…

LUZ e ATITUDE!

Anúncios

Em inglês a campanha “Hey Meaty! You’re making me so hot!”  está sendo promovida pela ex-mulher do Paul McCartney, declaradamente vegetariano convicto e ativista em prol dos direitos dos animais. Em parceira com a Ong Viva! a campanha se baseia nos dados divulgados pela Agencia de Agricultura e Alimentação da ONU que alerta a população sobre o consumo da carne. Sua emissão de gases é muito maior do que a emitida pelos meios de transportes sendo responsável por 25% da emissão do total, enquanto os dos meios de transporte é de 13,5%.

“Essas atividades são a maior causa de extinção de florestas e de desmatamento de florestas: 70% da Amazônia desmatada é usada como pastagem e os outros 30% para o cultivo de forragem para animais”, diz a campanha da Viva!”

Fonte: BBCBrasil http://newsforums.bbc.co.uk/ws/thread.jspa?forumID=4696

Assista o video “A Carne é fraca”, produzido pelo Instituto Nina Rosa, e entenda melhor esses dados nocivos sobre este consumo. Aqui está a primeira parte do video no youtube, se alguem quiser o DVD e morar em Rio Preto, eu empresto.

Um excelente artigo no site do Terra. Vale a pena conhecer a industria do leite por quem consome o produto.

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI2025996-EI306,00.html

O dia 20 de novembro, não foi feliz apenas para a Consciência Negra. A TV Camara lançou um debate sobre o tema “Proteção Animal” e profissionais como Sr. João Tomelin, Diretor da União de Criadores de Bovinos no Brasil, promotores de Defesa do Meio Ambiente, como Sra. Kátia Cristina Lemos e o Deputado Ricardo Tripoli estiveram presentes. O tema sobre animais quase nunca tem espaço na Camara, por isso, vamos nos manifestar satisfeitos com esta atitude enviando um e-mail para participacaopopular@camara.gov.br

Foram discutidos os sistemas de tratamento animal a nível federal. Sobre Rodeios, a discussão foi implacável. Nada e nenhum argumento pode rebater os protetores neste momento, a debicagem, processo que retira dos pintinhos seu bico a sangue frio, e a trituração de animais vivos, como se faz com os pintinhos que nascem debilitados e mutilados, também foram discutidos.

No Distrito Federal a prática dos Rodeios já é inconstitucional e cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, Santo André e mais, também são. É começo de um longo e benéfico caminho.

Para elogiar e estimular estes debates envie um e-mail para participacaopopular@camara.gov.br

É a voz dos protetores em Brasília

Enquanto eles decidem a lei que resultará no amparo ou não de animais para experimentação, a Ong VEDDAS continua a salvar vidas através da ação direta. Desta vez eles estiveram em Anapolis (GO), onde haveria um curso de videolaparoscó pica que utilizaria animais (cachorros).
O VEDDAS chegou antes e resgatou os animais, por se tratar de um processo de natureza inscontitucional, já que o estabelecimento necessita ser credenciado. Além disso, existem técnicas muito precisas e alternativas para esta finalidade.

É a vitoria dos defensores dos animais com seu calor humano, solidário e muito altruísta que transformam a vida deste seres pouco mais justa.

Beijos e Luz

De repente, houve um aumento de adeptos à alimentação vegetariana, nada mais moderno e sensato para a era em que vivemos. Somos rodeados de informações a qualquer hora do dia devido a deliciosa internet. Não precisamos acreditar mais em tudo que nos dizem e já crescemos o suficiente para pensarmos no que é melhor para nós e para o Planeta. Contudo, nem todos estao contentes com isto e estão tentando, de forma vergonhosa, dar a volta por cima.
Surgiu em meio a isso um grupo de empresário cheios da grana que obtem seu rico e sangrento dinheiro à base de exploração animal com o chamado movimento “Pró Carne”. Estive aqui em minha cidade em uma de suas reuniões, infiltrada para saber quais eram seus argumentos. Sim, porque a ciencia e nós já sabemos, também, o que é bom para o nosso corpo e uma dieta rica em carne, principalmente vermelha, não é. Nada surpreendente, seus argumentos foram baseados apenas nas proteínas que a carne oferece (que por sinal é em excesso e proteína em excesso causa maleficios à saúde) e nada mais. De dar pena e vergonha, os caras estão desesperados.. A proposta deles era de lançar a todos os envolvidos nesta industria da morte um estimulo para incentivar a sociedade a comer mais carne, embasados num achismo, sem fundamento, um verdadeiro fiasco.

Escrevi este texto apenas para introdução e, talvez, complementar um ato não surpreendente e muito grave. Numa matéria de 2002, uma jornalista da revista VEJA escreveu sobre a alimentação vegetariana e distorceu espantosamente todas as informações enviadas por nada menos que Marly Winckler, Coordenadora para a América Latina da União Vegetariana Internacional (IVU). Nada satisfeita, Marly pedir direito de resposta, não sei se conseguiu, mas a encontrei no site do CMI (recomendo) e é simplesmente brilhante…
Abaixo segue suas palavras finais e depois o link para a matéria da Veja e resposta de Winckler, que vale e muito a ler inteira.

Veja: O interessante é que os pesquisadores não encontraram nenhuma vantagem na dieta sem carne que pudesse contrabalançar os prejuízos.

Marly Winckler: Se os pesquisadores não encontraram, e nem a senhora jornalista percebeu, eu vou lhe dizer quais são os benefícios de uma dieta vegetariana. São imensos e eu precisaria de um livro para descrevê-los, mas basta dizer que uma dieta vegetariana desde logo nos desassocia da crueldade com que são criados e abatidos milhares e milhares de seres indefesos que sentem dor e terror. Uma dieta vegetariana é mais saudável. O vegetariano tem risco reduzido de doenças crônicas e degenerativas, como cardiopatias, câncer, diabetes, obesidade, osteoporose, doenças da vesícula biliar e hipertensão. O meio ambiente também se beneficia com a adoção da dieta vegetariana. A criação de gado significa um uso muito ineficiente dos recursos, além de ser a principal responsável pela derrubada das florestas. São necessários 7 quilos de cereais e grãos para produzir um quilo de carne. Metade de toda a terra boa do mundo é destinada a pastagens. A indústria da carne é responsável por mais de metade da água consumida para todos os fins. Metade da colheita mundial de grãos foi consumida pelo gado nos anos oitenta. Num mundo onde a fome é uma realidade, o comer carne torna-se eticamente inaceitável.Finalmente, a tendenciosidade não é algo de que um veículo de comunicação possa se orgulhar, mas ela se torna insidiosa quando usada contra aqueles que não têm como se defender, os animais, e aqueles que têm todo o direito de receber informações precisas, os adolescentes e seus pais, que legitimamente se preocupam com uma possível deficiência alimentar dos filhos. A sra. Natasha Madov dispunha das informações que eu inseri acima, pois eu as enviei para ela. A revista Veja está na contramão da história. Em um momento em que todas as autoridades que tratam da questão alimentar se esforçam para fazer a população ingerir mais verduras, ela maldosamente intitula sua matéria dando a entender que verduras não contêm tanta vitamina assim. Os vegetarianos merecem respeito, os animais merecem respeito, os adolescentes merecem respeito e a sociedade merece respeito. Esta matéria, completamente tendenciosa e falsa, é uma afronta à inteligência humana. Exigimos reparação. http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2002/08/34464.shtml

Carne de esquilo? Sim, em New Jersey se alimentar de esquilos havia sido proibido, pois segundo pesquisas realizadas, a carne apresentava alto nível de chumbo e outras substâncias tóxicas. Mas com dados da Agencia de Proteção Ambiental (EPA) isso mudou e agora ela estará à venda novamente…

http://www.centrovegetariano.org/index.php?id=27283

Eu tenho a cada dia mais e mais pena dessa conduta regressiva, involutiva em que o homem se apega.

_______

Continuem assinando a petição abaixo para que a Ong Veddas e mais alguma outra possa ser a voz dos animais na câmara. Em 8 horas e meia de divulgação do abaixo assinado, a ong já havia conseguido mais de 2.500 assinaturas… E há pouco eram mais de 5.000

E viva o cyberativismo!

Beijos vivos no coração

Precisamos de muitas assinaturas imediatamente, para que não seja aprovada a lei de experimentação animal. Eles querem aprová-la sem dar voz aos protetores dos animais que tem muito a dizer e sem ela, os animais não possuem voz alguma. É um jogo cruel de interesses, sabemos que os métodos alternativos funcionam e com excelencia, sem danos ou falhas, como já houve com experimentação animal durante toda sua história. Porém, o custo destes métodos é alto, enquanto os animais, geralmente, não possuem valor algum.

Assinem, por favor e por amor!
http://www.petitiononline.com/veddas/petition.html

Materia que saiu na Folha de São Paulo
http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u343932.shtml

Para saber mais sobre experimentação animal e métodos alternativos
http://www.pea.org.br/

Até que enfim uma novidade otimista para comemorar o dia do Veganismo 01/11 (atrasado, mas tudo bem).
Pois é, de maneira funcional pode até ser diferente, mas numa pesquisa realizada pela rede BBC a população tá dizendo que mudaria seus hábitos pelo meio ambiente! Ela entrevistou 22 mil pessoas, inclusive, norte-americanos e chineses, países no topo na emissão de dióxido de carbono.
Acho que agora, não mais somos em poucos e sim muitos! Basta apenas por em prática! Diminuir o consumo de carne é um inteligente começo.

Veganismo pelo meio ambiente!